sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Peddy-paper: BE - Um Mundo à Descoberta

Ao longo desta primeira semana de outubro a BE/CRE recebeu a visita de todas as turmas de 10.º ano da escola acompanhadas pelo professor de Português, a fim de explicar as regras do seu funcionamento, a forma como os documentos estão organizados e ainda a divulgação das principais atividades promovidas para os alunos participarem.

Os alunos puderam manusear as obras literárias propostas pelo PNL para o Ensino Secundário, podendo efectuar a sua escolha para o projeto de leitura desta disciplina.

De forma lúdica e utilizando as novas tecnologias, responderam a um guião alojado no tablet num formulário Google, adquirindo conceitos paratextuais e contactando com o acervo disponível na BE/CRE. O resultado foi francamente positivo.






Prémio Nobel da Literatura 2017

Ishiguro, pela “força emocional”

607
3
Nasceu no Japão mas cresceu como inglês. O nome escolhido pela academia sueca foi anunciado esta quinta feira, em Estocolmo, e é o autor de livros como "O Despojos do Dia" ou "Nunca me Deixes".
AFP/Getty Images
Kazuo Ishiguro venceu o Prémio Nobel da Literatura de 2017. O nome escolhido pela academia sueca foi anunciado esta quinta feira, em Estocolmo. Foi assim revelado o sucessor de Bob Dylan, que foi distinguido com o mesmo prémio no ano passado. Os Despojos do DiaNunca me Deixes Nocturnos são alguns das suas obras mais conhecidas.
Nascido a 8 de novembro de 1954, em Nagasaki, no Japão, Kazuo Ishiguro mudou-se para o Reino Unido em 1960, quando o seu pai foi aceite como investigador no National Institute of Oceanography.
Educado numa escola de rapazes em Surrey, o laureado que em tempos trabalhou para a Rainha Mãe como grouse-beater — basicamente, afugentava galinhas bravas em direção de caçadores — acabou por entrar na Universidade de Kent, na Cantuária, onde se especializou em língua inglesa e filosofia. O seu primeiro emprego, depois de ter concluído os estudos superiores, foi o de assistente social nos bairros mais pobres de Londres.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Programa Eco-Escolas

No dia 7 de setembro de 2017, recebemos um e-mail enviado pela coordenação nacional do Eco-Escolas, do qual transcrevi o seguinte excerto:

«A vossa escola vai receber a Bandeira Verde Eco-Escolas. Parabéns.

Caros colegas,

É com grande satisfação que enviamos a informação de que a candidatura da vossa escola foi avaliada e aprovada, pelo que irão receber a Bandeira Verde Eco-Escolas 2016/17, que reconhece e premeia o bom trabalho realizado em prol do ambiente e sustentabilidade pela escola.

Por este motivo estão convidados a estar presentes no Dia Bandeiras Verdes 2017 que decorrerá em Mafra a 27 de setembro.»


A colaboração prestada pelas estruturas que a seguir referencio foi fundamental para o sucesso do programa: Projeto de Educação para a Saúde, Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos, Grupo de Biologia e Geologia, disciplina de EMRC e Clube de Voluntariado «Missão Servir», Ensino Profissional e Departamentos.

A articulação com entidades locais foi também uma mais-valia neste contexto: Associação Arméria - Movimento Ambientalista de Peniche, Associação Patrimonium, Valorsul/Ecovalor, Câmara Municipal de Peniche, Museu Municipal de Peniche, Agrupamento de Escolas D. Luís de Ataíde, Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar e jornal "A Voz do Mar".

Sem o envolvimento de alunos, assistentes e professores, seria difícil concretizar as metas propostas. Muito obrigado.

O professor responsável pelo Eco-Escolas
Francisco Félix

Um ano letivo 2017/18 cheio de 
alegria e criatividade!